segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Bancos vão oferecer questionários antes de aplicar em fundo

Investidor terá de assinar um documento caso opte por um investimento que contrarie seu perfil

A partir deste mês, bancos terão novas regras para oferecer aplicações, como fundos de investimentos. Deve ficar mais difícil para um gerente “empurrar’’ produtos que não atendam aos interesses do cliente só para cumprir metas internas.

O objetivo é preparar bancos, gerentes e clientes para lidar com investimentos de maior risco, com a queda do juro básico que reduziu a atratividade dos fundos mais conhecidos, como DI e renda fixa.

O investidor terá de assinar um documento caso opte por um investimento que contrarie seu perfil. O principal instrumento é um questionário eletrônico com no máximo 10 perguntas como idade e valor da aplicação. Atribuindo pesos às respostas, é criada a Análise do Perfil do Investidor (API), confrontada com o investimento desejado para ver se há compatibilidade. O preenchimento é voluntário. Cada banco desenvolveu questionário próprio, que pode ser cruzado com o histórico de aplicações. Bradesco, Itaú e Santander, entre outros, já tem API.

Entenda as mudanças

- Análise do Perfil do Investidor (API)
Nome das regras conhecidas como suitability, de adequação da venda de fundos e produtos financeiros de melhor custo/benefício para o perfil do investidor.

- É obrigatório?
Os bancos decidiram voluntariamente adotar as regras a partir de 2010. Como é autorregulação, ninguém é obrigado a participar.

- Qual o objetivo?
Preparar bancos e investidores para aplicações com maior percentual de renda variável, que se popularizaram com o juro baixo.

- Para quais produtos valem as regras?
Para os fundos de investimento. Alguns bancos incluíram também poupança, CDB e previdência privada.

- Qual o benefício ao investidor?
Passa a ser orientado sobre os melhores produtos para suas necessidades, dificultando que o gerente venda produto de interesse só do banco.

- Qual o benefício para o banco?
Não será responsabilizado por ter oferecido produto inadequado.

- Como é feito o perfil de risco?
Bancos aplicam perguntas sobre: a) idade b) proporção do investimento em relação à renda c) prazo da aplicação d) destino dos recursos e) a reação quando perde dinheiro.

Fonte! Chasque publicado no galpão virtual do jornal Zero Hora, no dia 04 de janeiro de 2010, no Caderno ZH Dinheiro - www.zerohora.com.br (tendo como fonte a Folha de S.Paulo e Anbima).