domingo, 26 de fevereiro de 2017

Atitude 93! Estamos nos programando para entrar em 2018 na ponta dos cascos!

Buenos dias gauchada do Rio Grande e de toda esta terra em redor que chamamos de mundo.... Domingo de carnaval, de eclipse solar e um baita dia para escrever um chasque de fundamento aqui no sítio, ao som do Programa Som do Sul, produzido, realizado e apresentado na Rádio Confresa FM, de Confresa, no interior do Mato Grosso, pelos meus amigos gaúchos Florisbelo Lopes Augusto e Zelinda Bertolini (http://www.radioconfresafm.com.br).....
Custos de verão 2017 - R$ 3.009,00. Projetamos para 2018 - R$ 3.500,00
Não é por acaso que trouxe de mala e cuia um chasque (postagem) do Guilherme, do Sítio Valores Reais -  http://www.valoresreais.com/ - "Como começar o ano de 2018 no azul" aqui pro sítio O Bolso da Bombacha, em janeiro deste ano.... Abra as porteiras clicando em http://obolsodabombacha.blogspot.com.br/2017/01/como-comecar-o-ano-de-2018-no-azul.html .


Desde 2008, com a guinada financeira aqui no rancho (na nossa casa / família), com a implantação do orçamento doméstico, começamos a ler e nos interessar a respeito das finanças pessoais. E o tema "se programar ao longo do ano para pagar as despesas fixas que acontecem geralmente no início do ano não se tornarem um ônus pesado demais no orçamento doméstico" nós nunca levamos muito a sério, pois parte do décimo terceiro salário era canalizado para pagar o IPVA do ano seguinte, à vista e com os descontos que o Governo Estadual do Rio Grande do Sul dá para os "bons pagadores (via pagamento antecipado) e os sem multas de trânsito nos últimos três anos" ainda em dezembro....

As demais despesas fixas e não mensais ficavam para janeiro e fevereiro, entre as quais a anuidade do Conselho Regional de Contabilidade, o imposto sindical, o seguro do veículo e o IPTU. Estas despesas eram pagas com valores oriundos da remuneração de férias, que caem na conta bancária em janeiro (mês de aniversário de empresa) de cada ano.

Mesmo lendo desde 2008, chasques (postagens) e em livros de outros educadores financeiros, tais como:
- Conrado Navarro
- Marcos Silvestre
- Mauro Calil
- André Massaro
- Renato Follador
- Reinaldo Domingues
- Gustavo Cerbasi
- Sophia Camargo
- Odete Reis 
- do gaúcho Everton Lopes, entre outros...., nós nunca fizemos as contas na ponta do lápis, para ver o estouro no bolso da bombacha a respeito da programação periódica e mensal de valores para este fim, pois sempre achávamos que o valor total não era assim tão relevante..... Pois olha... imediatamente após ler o chasque postagem) do Guilherme, projetamos uma pequena planilha em excel e sentimos que para as contas de 2018, vamos guardar o valor de R$ 350,00 mensais a partir de março deste ano (até dezembro), para não precisarmos mexer nos valores das férias que chegarão na conta bancária em janeiro de 2018.

Isto que dizer que com a programação em 2017 com aportes fixos de apenas 350,00 mensais, chegaremos na ponta dos cascos em dezembro deste ano, em janeiro e fevereiro de 2018, com estas despesas não mensais com valores guardados e programados para estas despesas, num total de R$ 3.500,00. 

Com certeza o Guilherme, do Sítio Valores Reais (e os outros educadores financeiros acima citados) me faria a seguinte pergunta: O que você prefere? Começar o ano com uma conta de R$ 3.500,00 para ser liquidada (fora as despesas normais), ou começar o ano tendo um desembolso efetivo de dinheiro de apenas R$ 350,00 (e mais as despesas normais)?

Com esta nova atitude, nós aqui no rancho (casa / família), conseguimos avançar um pouco mais na organização e enriquecer mais o nosso orçamento doméstico, que veio há nove anos e trouxe consigo, além do controle total de todas as despesas, o objetivo maior, que é a capitalização de todos desta família, para fins de aposentadoria complementar.

Um cinchado (apertado) quebra-costelas (abraço) a todos e um carnaval macanudo (especial). E lembre-se: se for dirigir, beba, beba muito chimarrão....

Valdemar Engroff - o gaúcho taura!