sábado, 20 de março de 2010

UM NOVO UNIVERSO

Foi-se o tempo em que as mulheres mal conseguiam manipular as notas de dinheiro que os maridos lhes forneciam para pagar as contas do armazém.

Hoje em dia, um número espantosamente crescente de mulheres está à frente de grandes empresas e negócios fervilhantes e, já dominam com bastante desenvoltura o mercado de AÇÕES e BOLSAS DE VALORES, que até poucos anos atrás era considerado genuinamente masculino.

A habilidade feminina para questões deste porte talvez não seja algo natural, de uma maneira geral, das quais nós, mulheres, já nascemos com ela. Porém, o desenvolvimento de tais habilidades pode ser seguida por boa vontade e ânimo participativo do direcionamento do próprio futuro e, em muitos casos, da própria família (antes papel 100% desempenhado pelos homens).

Há uns 2 ou 3 anos atrás, comecei a interessar-me por assuntos desta natureza, até mesmo por uma necessidade pessoal de aumentar meu conhecimento na área de transações comerciais, principalmente relacionados às commodities, função que exerço dentro do GRUPO COMERCIAL que participo, anteriormente desenvolvidas pelo meu pai, e do qual tive as minhas primeiras (e inesquecíveis!) lições neste mundinho.

Confesso que errei muitas vezes (e ainda erro, infelizmente!) em algumas negociações, porém, hoje, sem me cobrar tanto, tenho a consciência de que estes erros me serviram de lição para o meu crescimento como empresária e ser humano.

Neste setor, não existe 100% de garantia de que se está optando pelo melhor caminho. Isso simplesmente não existe!... Uma pequena notícia pode abalar toda uma estratégia pré-definida e daí, o que nos resta é ter jogo de cintura para colocar as coisas no eixo novamente.

Estar sempre atento às notícias e às referências do passado, nos ajuda muito na hora de tomar uma decisão mais importante, o que diminui consideravelmente as chances de erro.

Para quem não conhece muito deste mundinho, trouxe hoje uma explicação suscinta de como as BOLSAS de VALORES funcionam. Não sou uma expert no assunto, porém, trata-se de questões que fazem parte do meu dia a dia e que já tenho, a esta altura, certa intimidade.

Bom, para começar, é necessário esclarecer o conceito de Bolsa de Valores, sendo que a principal função de uma bolsa é proporcionar um ambiente transparente e líquido, adequado à realização de negócios com valores mobiliários. Somente através das corretoras, os investidores têm acesso aos sistemas de negociação para efetuarem suas transações de compra e venda desses valores. Assim, para se tornar um investidor, você precisa estar cadastrado em uma das muitas corretoras que fazem a ponte entre você, tanto pessoa física, como jurídica, e a bolsa de valores, e, no caso do Brasil, a BM&F/Bovespa.

Assim, a corretora abre uma conta desse investidor na Bovespa. Cada instituição determina qual a quantia mínima para a abertura da conta.

O que são AÇÕES na Bolsa de Valores?

Uma ação é a menor parte do capital de uma empresa, é um pequeno pedaço dela. Uma pessoa que compra uma ação passa a ser uma pequena sócia desta empresa.

Tipos de ação:

Ordinária Nominativa (ON) - dá direito a voto em assembléia sobre definições da empresa.
Preferencial Nominativa (PN) - não dá direito a voto, mas preferência no recebimento de dividendos.

As empresas dividem seus lucros com os acionistas. Algumas fazem isso mensalmente, outras trimestralmente.

Os dividendos dados a quem tem ONs nem sempre são iguais aos dados a quem tem PNs.Nesses casos, as preferenciais nominativas recebem valores maiores. Além disso, as PNs são vendidas e compradas com maior facilidade. Porém, algumas empresas só disponibilizam ações ordinárias nominativas, obviamente.

As ações podem ser compradas de três maneiras:

1) Fundos de Investimento: um fundo funciona como um condomínio. Cada um dos seus investidores possui uma cota, que corresponde a uma porção do total de ações que o fundo tem.

Cada fundo tem seu próprio estatuto, que informa suas regras e o grau de risco de seus investimentos.Todo fundo precisa ter um gestor certificado (corretora), que coordena as compras e vendas de ações.

Assim, quando uma pessoa adere a um fundo, deve estar de acordo com sua política de investimento, especificada em seu estatuto.

2) Clubes de Investimento: os clubes têm um caráter menos formal que um fundo. Um grupo de amigos ou familiares pode formar um clube, que pode ser aberto com no mínimo 03 (três) pessoas e chegar até um limite de 150 (cento e cinquenta).

Diferentemente dos fundos, não precisam de um gestor certificado pela CVM, mas um representante que dê à corretora a ordem de compra ou venda de ações. Nesse caso, há maior liberdade por parte das pessoas que compõem o clube sobre quanto e onde será investido.

3) Individualmente: nessa situação, a pessoa controla as ordens de compra e venda de suas ações.Para escolher quais ações comprar, pode contar com os consultores da corretora, que irão tirar dúvidas e ajudar a identificar quais são os bons investimentos para aquele momento. O investidor pode acompanhar sua conta, ter acesso aos custos de operação e comprar e vender ações pela Internet (com exceção dos fundos, onde quem compra e vende é o gestor).

O nome desse serviço/plataforma (software) é Home Broker e pode ser acessado pelo site de uma corretora que oferece este sistema, ou direto do seu PC, onde é instalado, com custos, em geral. Existem vários tipos de Home Broker, desde os mais simples, com poucos opcionais, até os mais completos, com diversos tipos de gráficos e funções. Certamente que o custo de manutenção de cada um deles é diferente, conforme a maior ou menor quantidade de opcionais.

Uma analogia interessante seria como comprar um carro. Comprar um Uno mille, por exemplo, seria muitoooo mais barato do que adquirir uma Ferrari. Mas de nada adianta comprar esta Ferrari se você não sabe como utilizar seus diferenciais. Assim, se você pouco conhece de gráficos e de suas funções, um software mais simples exercerá com tranquilidade sua função básica, como o Uno Mille, que te transportará para qualquer lugar, já que é esta a sua função principal, certo?!?

Agora, se você tem uma noção mais ampla do sistema de Home Broker, daí sim, compensa, e muiiiito, na minha opinião, a aquisição de recursos mais avançados para te auxiliar nas decisões de compra e venda de ações, principalmente porque neste caso, TEMPO É MUUUUUUUITO DINHEIRO!... Então, olho vivo nos gráficos e índices!

A lista dessas corretoras cadastradas pode ser encontrada no site da Bovespa (http://www.bmfbovespa.com.br/). As ordens de compra e venda também podem ser dadas pelo investidor por telefone. Ou seja, o investidor liga para sua corretora e informa o que deseja fazer. Sempre que se compram ou vendem ações, há um período de três dias úteis para que o dinheiro saia ou entre na conta que o investidor possui.

No caso dos fundos ou clubes, cada um tem um regulamento próprio que indica em quanto tempo o dinheiro poderá ser retirado após uma ordem ser efetuada.

TAXAS

Taxa de operação - cobrada cada vez que é emitida uma ordem de compra ou venda de ações.

Taxa de custódia - cobrada mensalmente pela guarda das ações (a corretora pode escolher não cobra-lá nos meses em que o investidor comprou ou vendeu ações).

Taxa de corretagem - paga quando a ordem de compra e venda é feita por telefone. É calculada em relação ao valor da operação.

Taxa de emolumentos - paga à BM&F/Bovespa e calculada em relação ao valor que envolve a compra ou venda de ações.

Taxa de administração - cobrada nos fundos e clubes, é calculada anualmente em relação ao valor aplicado no fundo e cobrada proporcionalmente ao período em que o investidor manteve operações. Se o investidor retirar o dinheiro em seis meses, pagará uma taxa proporcional ao período, por exemplo.

Taxa de performance - cobrada quando o fundo supera a rentabilidade esperada.Com exceção da taxa de emolumentos, cobrada pela Bovespa, o valor das outras taxas varia de acordo com a corretora. Por isso, antes de escolher uma corretora, é importante pesquisar.

Qual o valor mínimo para investir em ações?

Não há valores mínimos para se investir em ações, eles variam de acordo com a corretora e o preço das ações que serão compradas. Para quem investe valores considerados "pequenos", como R$ 1.000,00, optar por um fundo ou clube pode ser uma maneira de aumentar o total investido.

Porém, quando a quantidade de ações compradas por meio de um fundo for a mesma que a pessoa pode comprar investindo sozinha, torna-se vantajoso comprar diretamente.

A vantagem de investir individualmente é que neste caso não se paga a taxa de administração.

RISCOS

A compra de ações é considerada um investimento de alto risco. Por causa das variações nos preços das ações, não há garantia de retorno do que foi investido. Essas altas e baixas podem acontecer, por exemplo, devido a alterações no setor de atuação da empresa. Esse é o chamado risco de mercado.O que também pode acontecer é o risco de liquidez. O problema aí é não conseguir vender uma ação que tenha sido comprada. Por isso, o ideal é não investir em ações valores que sejam necessários em curto prazo.

Seja você Homem ou Mulher, tá na hora de abrir seu universo para novas possiblidades, caso ainda encare estas questões com pessimismo e certa desconfiança. Isso não quer dizer que estou te incentivando a colocar toda a sua suada poupança na bolsa de valores, mesmo porque eu mesma acho isso loucura, afinal existem muitos riscos intrínsecos à este mundinho.


A minha dica pessoal é de que, pelo menos, 20% das suas economias, sejam investidas neste plano. Assim, com muita cautela, é possível obter ganhos muito acima da média das aplicações disponíveis nos tradicionais bancos.


Se você não tem tempo ou não se sente seguro(a) para fazer isso sozinho(a), a ajuda de uma empresa de investimentos pode ser de grande valia. Converse com um corretor experiente e apresente suas idéias de ganhos. Ele(a) certamente te apresentará estratégias de ações que podem (e devem!) ser reformuladas de tempos em tempos, já que o mercado é que definirá as tendências de cada momento.


BOA SORTE! Estou de dedos cruzados por você! $$$$$$$$$$!.. E seja bem vindo ao clube! Beijoooos!

Mas ainda assim, lembro-te de que:

"Se o dinheiro for a sua esperança de independência, você jamais a terá. A única segurança verdadeira consiste numa reserva de sabedoria, de experiência e de competência".

Henry Ford

Fonte! Chasque (e retratos)publicado no galpão virtual (blog) Karla Krause, no dia 14 de março de 2010 - http://www.karlakrause.blogspot.com/.