sábado, 18 de agosto de 2012

Cuidar da grana vai ser matéria escolar

Educação financeira fará parte do currículo dos ensinos médio e fundamental. Concurso de redação quer estimular alunos a escrever sobre o tema

O economista Everton Lopes esteve na Escola Paulo
Gama no Bairro Partenon Foto: Marcelo Oliveira / Agencia RBS
Aprender a organizar as finanças é um ensinamento essencial para não viver no vermelho. Segundo uma pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas da Capital, 42,75% dos entrevistados estão endividados por descontrole financeiro. Ou seja: não souberam encontrar o equilíbrio entre o salário e as despesas.

Para que as novas gerações aprendam desde cedo a evitar problemas financeiros, o ensino de finanças deve entrar no currículo escolar a partir do ano que vem. E o Conselho Regional de Economia (Corecon-RS) e a Secretaria Estadual da Educação (Seduc) estão promovendo o primeiro Concurso de Redação sobre Educação Financeira.

Estratégia é nacional

As inscrições terminam segunda-feira, e o autor do melhor trabalho, em cada nível de ensino, ganhará um notebook. A ideia é estimular os estudantes a se interessarem pelo tema.
- Este ano, foi implantada a Estratégia Nacional de Educação Financeira no país. No ano que vem, as escolas devem ter esse conteúdo, é preciso despertar isso nos alunos - afirma o idealizador do projeto, o economista e educador financeiro Everton Lopes.

"É para o resto da vida"

Ontem, ele visitou os estudantes do terceiro ano do ensino médio do Instituto Estadual de Educação Paulo da Gama, no Bairro Partenon, e fez o convite para que os jovens participem do concurso. Eles estavam na aula de Matemática, onde o professor deve abordar o assunto no próximo mês.

Everton destacou:

- Educação financeira é para o resto da vida. Na hora de comprar, é importante saber quanto custa o produto, quanto se paga de juros. Interessados, os alunos prometeram participar.

Como participar

- O concurso é direcionado a alunos dos últimos anos do ensino fundamental e de todo o ensino médio de escolas públicas e privadas.
- As inscrições devem ser feitas até segunda-feira, dia 20.
- A ficha de inscrição está disponível no site do Corecon-RS: www.coreconrs.org.br e deve ser enviada por e-mail para o endereço eventos@coreconrs.org.br.
- As redações devem ser enviadas até o dia 10 de outubro pela direção das escolas à Comissão Julgadora do Concurso: Rua Siqueira Campos, 1184, sala 601 a 606, CEP 90010-001, Centro. O material deve ser enviado em envelope lacrado, com três vias impressas e uma em CD, com o título, nome da escola e do aluno.
- Cada candidato pode enviar uma redação, apresentada em espaço 1,5, com no máximo duas páginas em papel A4, margem mínima de 2,5cm e fonte/tamanho 12 Times New Roman.
- O autor da melhor redação, em cada nível de ensino (fundamental e médio), será premiado com um notebook. A escola e o professor orientador recebem placa e troféu.
- Também há premiação para segundo e terceiro lugares. As 50 melhores redações vão constar em um livro sobre educação financeira, que será distribuído às escolas participantes.
- O regulamento completo está no site do Corecon-RS. Informações pelo telefone 3254-2608 e pelo e-mail eventos@coreconrs.org.br.

Os dados do endividamento

O principal objetivo da educação financeira nas escolas é ensinar os jovens a evitar dívidas e planejar o orçamento. Uma pesquisa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre mostra que, no mês de julho, o perfil dos endividados na cidade é composto, em sua maioria, por homens (50,50%) de 21 a 30 anos (32,75%), solteiros (57,75%), com ensino médio completo ou superior incompleto (48%). A maioria dos 400 entrevistados (26,88%), deve entre R$ 501 e R$ 1 mil.

Fonte! Chasque de Denise Waskow - denise.waskow@diariogaucho.com.br, publicado na edição eletrônica do Diário Gaúcho do dia 17 de agosto de 2012. Abra as porteiras clicando em  http://diariogaucho.clicrbs.com.br/rs/dia-a-dia/noticia/2012/08/cuidar-da-grana-vai-ser-materia-escolar-3856465.html.