sábado, 19 de dezembro de 2009

Comece 2010 cuidando melhor do seu dinheiro

Férias, ceias, presentes, IPVA, IPTU, matrícula e material escolar, estas são apenas algumas das contas que as famílias têm nesse período. Isso sem contar o que já gastamos normalmente, como aluguel, alimentação, saúde e despesas diversas que fazem com que o início do ano fique com a cor vermelha para as finanças de muitas famílias.

Entretanto, a educação financeira é o melhor meio de minimizar o impacto dessas contas no orçamento doméstico.

Neste período as famílias têm uma grande oportunidade de passar ilesas por essas contas, utilizando o 13º salário para aliviar essas contas e dar início a um futuro de tranqüilidade financeira, possibilitando que se atinjam os sonhos futuros. Para isso, é necessário que se tenha idéia em que situação suas finanças se encontram, eu divido as pessoas em três grupos: “Endividados”, “Equilibrados Financeiramente” e “Investidores”.

Para saber em qual grupo sua família se encontra é necessário fazer um diagnóstico financeiro das contas mensais, ou seja, deverá saber o que ganha, o que gasta, se tem dívidas ou bens e investimentos. A partir disso, a pessoa pode se planejar para dar outros passos poupando para realizar seus sonhos, a partir do grupo que se encontra.

Se você estiver entre os endividados, o correto é registrar por 30 dias tudo que ganha e gasta, para que possui rendimentos variáveis aconselho a fazer esse exercício por 90 dias, com isso se descobrirá a média de gastos.

Nesse exercício é fundamental registrar até mesmo os pequenos gastos, como gorjetas, lanches, padarias, estacionamento, etc.. Ao fim desse período certamente se terá uma grande surpresa já iniciando a mudar alguns comportamentos com relação a utilização de seu dinheiro, reduzindo gastos desnecessários que já tinham se tornado hábitos.

Com a sobra resultante dessa mudança de hábito, você deverá procurar os credores para uma negociação com alongamento das dívidas de preferência sem juros caso isso não seja possível as taxas não deverão ultrapassar 2,5% ao mês, com parcelas que caibam em seu orçamento mensal.
Fora isso, o dinheiro do 13º salário deverá ter uma parte reservada para as compras e gastos de fim e início de ano e uma porcentagem maior para a criação de uma reserva. Recomendo guardar pelo menos 50%. A idéia é se tornar um investidor, desenvolvendo o hábito de poupar antes de gastar.

Se você está no grupo dos equilibrados Financeiramente, sem dívidas, entretanto sem dinheiro poupado, a melhor opção é iniciar um investimento, pode ser poupança, previdência privada, mas sempre amarrando este dinheiro a um sonho, podendo este ser de curto, médio ou longo prazo.

Pelo menos uma parcela do 13º salário deve ser destinada para este fim. Entretanto, o mais importante para este grupo é criar o hábito de poupar. Não se esquecendo é claro de reservar o dinheiro necessário para suprir os gastos do fim de ano.

O grupo dos investidores já atingiu o status de aplicar parte do que ganha mensalmente, assim esta de parabéns e neste sentido oriento que continuem a poupar parte do que ganha, nunca gastando mais de 80% do que você ganha mensalmente, os 20% restantes deverá ser canalizado para seus sonhos e objetivos de curto, médio e longo prazo.

O questionamento que normalmente vem à cabeça é: como faço se meu orçamento está apertado? A resposta é que só depende de sua atitude de querer e mudar o comportamento, e o mais importante é que você já iniciou esse processo. Em relação ao 13º Salário, todo o valor deverá ser canalizado para reforçar ainda mais suas aplicações, contudo, sempre com uma linha de investimento de curto prazo para poder dispor desse dinheiro para pagamento das dividas de fim de ano.

Depois de ter ajustado suas finanças é a hora de saber como agir em relação as contas de fim e início de ano. Em relação às despesas de natal, férias e ceias, o certo é colocar todos os gastos dentro de seu planejamento e nunca gastar mais do que se pode. Muitas vezes um presente um pouco mais simples é o que fará a diferença entre um 2010 com dívidas ou sem.

Sobre as contas de início de ano, o IPVA e o IPTU devem ser pagos preferencialmente a vista, aproveitando os descontos oferecidos. O mesmo ocorre com a matricula escolar, sempre tentando desconto pelo pagamento a vista. Para a compra do material escolar recomendo que os pais realizem pesquisas e que façam a compra em conjunto com outros pais. Quanto maior a quantidade a ser comprada, mais poder de negociação as pessoas terão.

Os caminhos da educação financeira parecem complicados, mas, na realidade não são, assim, aproveite seu 13º salário com sabedoria e lucidez, saiba que seu sucesso depende diretamente de suas atitudes. Boa Sorte!

Fonte! Galpão Virtual (Blog) Disop Terapia Financeira - http://disop.wordpress.com