sábado, 11 de dezembro de 2010

Bolsa é preferida por 45 mil investidores gaúchos

Cada vez mais brasileiros estão buscando as operações em Bolsa de Valores para potencializar seus rendimentos e fugir das pouco atrativas taxas da tradicional caderneta de poupança. Para que se tenha uma ideia, no mês de novembro passado a Bovespa registrou, em todo o Brasil, um total de 614.638 investidores pessoa física, sendo que destes, quase 75% do sexo masculino e outros 25% de mulheres, que já ocupam significativo espaço neste universo. Comparativamente, se voltarmos um pouco no tempo, há apenas três anos, portanto em novembro de 2007, este número não ultrapassava os 328 mil participantes.

Analisando a situação sob o ponto de vista dos estados, por óbvio, São Paulo figura soberanamente nesta lista, com seus mais de 266 mil participantes. Depois, vem o Rio de Janeiro, que ultrapassa os 98 mil investidores, seguido por Minas Gerais, com 49 mil. No caso específico do Rio Grande do Sul, o quarto colocado nesta classificação geral, verifica-se um progressivo aumento no número de investidores a cada ano, tal qual acontece em âmbito nacional. Para que se tenha uma ideia, os gaúchos representam 44.991 dos inscritos pessoa física na Bovespa, algo em torno de 7,3% do universo total de investidores nacionais. São exatamente 34.701 homens e 10.290 mulheres, número este que ainda apresenta grande potencial de crescimento se levarmos em conta o total da população gaúcha, estimado pelo IBGE em 10, 6 milhões de habitantes em seu mais recente levantamento.

Mesmo que o recorde histórico de participantes tenha se verificado no mês de setembro deste ano, quando a bolsa registrou número superior a 630 mil investidores pessoa física, a estabilidade da economia, associada à solidez das empresas que compõem o índice Ibovespa e ao aumento do apetite dos brasileiros por diferentes modalidades de investimentos, na expectativa por ganhos mais elevados, tem trazido constantemente novos investidores à bolsa. A ideia da participação como sócio em uma grande empresa, numa economia de futuro teoricamente promissor nos próximos períodos, parece ser um dos grandes motivadores para este constante crescimento verificado ano após ano.

Fonte! Chasque de autoria do jornalista Marcelo Vaz, publicado na edição de hoje (10 de dezembro), do Jornal do Comércio de Porto Alegre - RS - http://www.jornaldocomercio.com.br/.