quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Pioneira no uso do colostro na alimentação humana é homenageada


Mara foi destaque no Parlamento
BRUNA BUENO/DIVULGAÇÃO/JC

A médica veterinária e extensionista da Emater-RS-Ascar, Mara Helena Saalfeld, foi homenageada pela pesquisa pioneira na utilização do colostro bovino na alimentação humana, ontem, durante o Grande Expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa. A homenagem foi uma proposição do deputado Ronaldo Santini (PTB).

Em 1998, Mara começou a trabalhar como instrutora dos cursos de inseminação artificial em bovinos de leite no Centro de Treinamento da Emater-RS em Canguçu. Observando a quantidade de colostro que era desprezado, ela começou a estudar formas de armazenar esse colostro, descartado no Brasil desde 1950, por não ter valor comercial.

No Brasil, cerca de 2 bilhões de litros de colostro eram jogados no lixo. Além de desperdiçar esse importante alimento, havia a contaminação do meio ambiente. Cada terneira criada com a silagem de colostro representava um lucro equivalente à venda de mil litros de leite. Em 2007, com a descoberta, Mara ganhou o Prêmio Tecnologia Social, da Fundação Banco do Brasil, Unesco e Petrobras, o que lhe deu a oportunidade de cursar o doutorado em Biotecnologia, na Universidade Federal de Pelotas.

Em 29 de março de 2017, o presidente da República assinou o Decreto nº 9.013 com o novo Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal, liberando o uso do colostro no Brasil.

Fonte! Chasque (matéria) publicado nas páginas do Jornal do Comércio de Porto Alegre – RS, edição do dia 29 de novembro de 2017.

.........................................

Aproveitamos para parabenizar a colega de trabalho por esta importante homenagem, que é consequência de muita dedicação, trabalho e estudo.

Valdemar Engroff
Classificação e Certificação
Escritório Central – Emater RS - Ascar
Porto Alegre - RS