sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Mudanças no FGTS dão maior esperança ao trabalhador


colunista  marcos-silvestre
Finalmente! A Câmara dos Deputados aprovou na semana passada o projeto de lei que aumenta a correção do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), equiparando-a ao rendimento da Poupança. O FGTS foi criado em 1967, e funciona com contas abertas no nome de cada trabalhador, nas quais os empregadores depositam obrigatoriamente todos os meses 8% do salário bruto pago ao empregado. Esse dinheiro não é descontado do salário, pois é uma obrigado do empregador fazer esse depósito do próprio bolso até o dia 7 de cada mês.

O problema é que hoje o FGTS rende pouco demais.

O atual rendimento anual do FGTS é de:
3% AO ANO + TR (1,5% em 2015) = 4,5%

Pela nova regra o rendimento passará a ser:
(2016) 3% AO ANO + TR (1,5% em 2015) = 5,5%
(2017) 4,75% AO ANO + TR (1,5% em 2015) = 6,25%
(2018) 5,5% AO ANO + TR (1,5% em 2015) = 7%
(2019) 6% AO ANO + TR (1,5% em 2015) = 7,5%

Vamos imaginar uma situação prática:
R$ 1 MIL = SALÁRIO DO TRABALHADOR
8% OU R$ 80 = FGTS MENSAL
X 13 MESES = R$ 1.040 FGTS ANUAL
R$ 10.400 APLICADOS EM 10 ANOS

Na atual situação o ganho é menor:
4,5% AO ANO = RENTABILIDADE ATUAL
R$ 12.800 = RESULTADO FINAL
R$ 2.400 = GANHO TOTAL

Na nova situação o ganho é maior:
7,5% AO ANO = NOVA RENTABILIDADE
R$ 14.700 = RESULTADO FINAL
R$ 4.300 = GANHO TOTAL

Com a mudança o ganho será grande:
R$ 2.400 X R$ 4.300 = GANHO 80% MAIOR!
A medida deve agora passar pelo Senado e ser sancionada pela presidente Dilma Rousseff. Então… dedos cruzados!

Economista com MBA em Finanças (USP), orientador de famílias e educador em empresas (Metodologia PROF® / UNICAMP), é comentarista econômico do Grupo Bandeirantes de Rádio e TV. Autor de “Os 10 Mandamentos da Prosperidade”, dirige o site www.oplanodavirada.com.br.

Fonte! Chasque (matéria) publicado no Jornal Metro de Porto Alegre, / RS, edição do dia 27 de agosto de 2015, por Marcos Silvestre, na coluna "Na Ponta do Lápis".