terça-feira, 5 de agosto de 2014

Ex-jogador da NBA conta como perdeu os R$ 250 milhões conquistados durante a carreira

Antoine Walker já em fim de carreira, jogando pela D-League
Antoine Walker já em fim de carreira, jogando pela D-League
Na próxima semana, estreia nos Estados Unidos o documentário “Gone in an Instant” (algo como “Foi embora em um instante”), que conta a vida de Antoine Walker, ex-ala-pivô da NBA conhecido por ter perdido os 110 milhões de dólares (hoje R$ 250 milhões) conquistados na carreira de 12 anos na principal liga profissional de basquete do mundo.

Segundo Walker, o filme é um alerta para que jovens astros da NBA não cometam os erros dele durante a carreira. “Eu acho que a maioria dos atletas, nós temos caminhos parecidos pela vida e eu acho que eles podem se relacionar com a minha história um pouco mais", disse ele ao site Chicago Defender. O ex-craque explicou que apesar do público-alvo ser atletas, pessoas de "todas as esferas da vida" serão capazes de compreender a mensagem e usá-la.

Em 2011, Walker foi considerado culpado de várias acusações de débitos de apostas não pagos, que somavam 750 mil dólares (R$ 1,7 milhão). Com outras pendências, o ex-jogador disse que estava cheio de ver as pessoas especularem sobre como gastou toda a sua fortuna e decidiu fazer o filme.

No documentário, além de gastar muito em joias e roupas, Walker mostrou que era extremamente generoso e gostava de cuidar de todas as pessoas que considerava importantes em sua vida. Enquanto jogava, o atleta pagava estadias e passagens de pelo menos dez pessoas em suas viagens, que não eram da sua família. Para ele, seus pecados foram não saber dizer não e a falta de orientação financeira.

À ESPN, Walker detalhou como gastava seu dinheiro no início da carreira. "Eu lembro quando comecei minha situação. Eu estava comprando uma casa e um carro de 350 mil a 400 mil dólares. A casa pelo menos tem um valor e posso ganhar dinheiro em cima dela depois, mas o carro, uma vez que dirijo, ele já vale 250 mil dólares. São 100 mil dólares jogados fora. Dinheiro que eu não posso recuperar. Nós somos competitivos e tentamos superar os outros em tudo. E isso nos leva a tomar essas decisões ruins", completou.

Durante a carreira na NBA, Antoine Walker jogou por Boston Celtics, Dallas Mavericks, Atlanta Hawks, Miami Heat (conquistou o título de 2006) e Minnesota Timberwolves. Depois disso, ele ainda jogou mais dois anos em ligas menores. Hoje tem 37 anos e anunciou em agosto de 2013 que não tem mais dívidas. 


Fonte! Chasque (reportagem) de fundamento e o retrato foram publicados no sítio do Esporte Interativo. Abra as porteiras clicando em https://br.esporteinterativo.yahoo.com/noticias/ex-jogador-da-nba-conta-como-perdeu-os-r--250-milh%C3%B5es-conquistados-durante-a-carreira-145002876.html

......................................

Não é fato isolado deste atleta americano. A grande maioria dos astros do futebol nacional, os que já penduraram as chuteiras, salvo raras exceções, estão com a bombacha só nos panos (sem dinheiro), pois a fonte secou (sem os polpudos salários) e além disso estão longe da mídia, esquecidos mesmo sendo ídolos no passado, muitas vezes condenados ao ostracismo e a pobreza....

Na vida do jogador (ídolo), na vida do torcedor, se não houver educação financeira entrando em campo e atitude com a administração dos ganhos, o caminho é a pobreza......

Valdemar Engroff