quarta-feira, 22 de maio de 2013

Chasque Bizarro 20! Justiça Divina

Dois velhos amigos juristas gaúchos sempre travaram inúmeras discussões sobre a vida após a morte, em especial se no céu existe justiça, tribunais, advogados etc.

Um deles se orgulhava de ser um dos melhores advogados do RS, conhecido nacionalmente por suas obras e pareceres. O outro, por sua vez, era um grande juiz trabalhista.

No ano de 2010, o ilustre advogado, com uma doença terminal, está no leito de um hospital, à beira da morte. Então, ele pede para ter uma última conversa com seu melhor amigo. 

O juiz, emocionado, adentra o recinto e se aproxima para ouvir o que o advogado tem a dizer. Este, quase sem voz, fala baixinho ao pé do ouvido:

- Meu amigo, foi um prazer ter te conhecido, estou prestes a conhecer o outro lado da vida, mas prometo que, assim que puder, te conto se existe justiça no céu.

Instantes após, o moribundo falece.

O magistrado fica desolado por algumas semanas, mas segue a vida, sempre lembrando do seu velho amigo.

No início de 2013, em uma sexta-feira à noite, quando o magistrado está sozinho em casa, assistindo à tevê, aparece uma assombração: trata-se do seu melhor amigo, o advogado. Espantado com a situação atípica e sem saber ao certo se era um sonho ou realidade, o juiz pergunta de forma assustada:

- É você mesmo?

– Sim - responde o advogado.  E trago duas notícias para ti, uma boa e outra ruim.

- Conta a boa primeiro! - solicita o juiz.

- A boa é que o céu é quase igual à Terra, existem tribunais, autores, réus, advogados... A única diferença é que lá é uma Justiça Divina, e só tem uma lei que é universal pra tudo e todos.

– Que ótima notícia... - diz o juiz, logo atalhado pelo advogado, que acrescenta.

– Bem, e a notícia ruim é que um juiz acabou de se aposentar e eu fiquei encarregado de vir te buscar!...


Fonte! Chasque de Mauricio Antonacci Krieger, advogado (OAB-RS nº 73.357), publicado na coluna Espaço Vital, do Jornal do Comércio, edição do dia 21 de maio de 2013.