terça-feira, 30 de abril de 2013

Ascar e Fapers garantem estabilidade previdenciária aos aposentados

“É mais um problema que estamos resolvendo das pendências que herdamos”, afirmou Pavan
“É mais um problema que estamos resolvendo das pendências que herdamos”, afirmou Pavan
Na tarde desta quarta-feira (24/4), a Ascar (Associação Sulina de Crédito e Assistência Rural) e a Fundação Assistencial e Previdenciária da Extensão Rural do RS (Fapers) assinaram escritura pública de renegociação de dívida do déficit atuarial do Plano Geral Saldado (PGS), que nesta data supera R$ 70 milhões, a serem divididos entre as instituições. O contrato foi assinado pelo presidente da Emater/RS e superintendente geral da Ascar, Lino De David, pelo diretor Superintendente Provisório e de Seguridade da Fapers, Aluísio Santos Ribeiro, e pelo diretor de Crédito e Marketing do Banrisul, Guilherme Cassel, representando o presidente Túlio Zamin, instituição interveniente da dívida.

A partir de renegociação mediada pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), “com homologação judicial e julgamento de mérito, reafirmamos o compromisso de dar estabilidade à Fundação, fortalecendo-a como a principal política de recursos humanos da nossa Instituição”, destacou De David. Segundo ele, ao longo dos últimos dois anos, “foi realizada uma grande negociação, na tentativa de ajustar o PGS de forma jurídica, técnica e financeira, pois ambas instituições apresentam condições de pagamento”. Assim, o acordo dá estabilidade às aposentadorias para os 704 participantes do Plano, sendo 335 já aposentados, na garantia de que receberão seus benefícios.

A assinatura foi acompanhada pelo secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Ivar Pavan, pela diretora administrativa da Emater/RS e superintendente administrativa da Ascar, Silvana Dalmás, entre outras autoridades e representantes das instituições.

“É mais um problema que estamos resolvendo das pendências que herdamos”, afirmou Pavan, ao observar a existência de um déficit atuarial do fundo de previdência que, “depois de longas tratativas feitas pela direção da Ascar/Emater e aprovado pelo Conselho Deliberativo, hoje podemos assinar esse acordo que garante aos trabalhadores da Emater a aposentadoria básica e a complementar”.

Para Ribeiro, diretor superintendente da Fapers, “encerramos a negociação após quase 24 meses de busca de uma solução viável de uma dívida, que criava um clima de insolvência à fundação, hoje com 32 anos de atuação”, disse, ao destacar sua expectativa de fortalecimento da Fundação.

Fonte! Chasque de Adriane Bertoglio Rodrigues, publicado no sítio da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Cooperativismo, no dia 24 de abril de 2013. Abra as porteiras: http://www.sdr.rs.gov.br/conteudo.php?cod_conteudo=3303&cod_menu=2