quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Vendas de títulos do Tesouro Direto crescem

No mês passado, 4.135 novos participantes se cadastraram no programa do governo federal

As vendas de títulos do Tesouro Direto em outubro deste ano cresceram 14,3%, na comparação com setembro e registram aumento acumulado de 20,2% nos últimos 12 meses. No total, o governo federal lucrou R$ 251, 6 milhões no período. No mês passado, 4.135 novos participantes se cadastraram no programa do governo que permite a compra de títulos por pessoas físicas pela internet, o que totaliza 321.667 investidores cadastrados.
 
O estoque total do Tesouro Direto, que representa os títulos públicos em poder dos investidores está em R$ 9,2 bilhões. Houve incremento de 2,7% sobre o mês anterior e de 32,8% sobre outubro de 2011. As vendas concentraram-se nos títulos indexados à inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), NTN-B e NTN-B Principal, que representaram 77,3% do total vendido.

Os títulos prefixados (LTN e NTN-F) ficaram em segundo lugar, com participação de 17,5%.
Por fim, os títulos LTF, indexados à Selic, taxa básica de juros da economia, foram responsáveis por apenas 5,2% das vendas do mês. As vendas no valor de até R$ 5 mil responderam por 63,3% do volume aplicado no mês, o que leva o Tesouro a avaliar que o programa está sendo bem sucedido junto a pequenos investidores. O valor médio por operação em outubro ficou em R$ 13.264. As vendas de títulos com prazo entre um e cinco anos representaram 29,4% do total e os títulos com prazo acima de cinco anos corresponderam a 70,6% do total, maior valor desde o início da série.

Fonte! Chasque publicado no sítio do jornal Zero Hora de Porto Alegre (RS), no dia 20 de novembro de 2012. Abra as porteiras: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/economia/noticia/2012/11/vendas-de-titulos-do-tesouro-direto-crescem-3956962.html.