sexta-feira, 20 de maio de 2011

Atitude 47! As malditas taxas

Bueno! Boleio a perna para um tema de reflexão.

Sabemos que a quase totalidade do universo de pessoas economicamente ativas, ainda passa ao largo da educação financeira. Sabemos também que estas mesmas pessoas sonham em se aposentar e não fazem ideia das opções disponíveis nos "bolichos" (mercado financeiro) além da previdência pública (aposentadoria via INSS).

Pois integro o Fundo de Pensão da empresa onde trabalho há onze anos (hoje este fundo é apenas um item do meu balaio de investimentos). Mas andei matutando há uns três anos atrás, e me preocupando, pois a esposa não tinha uma segunda opção, muito menos as minhas filhas (menores de idade). E depois de participar por curto espaço de tempo da Dinastia Rede (marketing de rede), muita coisa aprendi com as palestras que eu recebi em CD e assisti ao vivo. Mas como o meu perfil não fechava com a proposta, desisti, mas levei para a vida o que estas palestras traziam.

A primeira coisa que fiz foi o controle financeiro dentro do rancho (residência), com orçamento doméstico, com anotação numa simples planilha excel, de todas as receitas, investimentos e gastos, inclusive os de valor ínfimo e comecei a ler e dar as minhas camperiadas pelos sítios dos bancos e outras insituições financeiras em busca de alternativas em previdência privada, principalmente para a esposa e filhas.

Optei pelo Bradesco, uma instituição forte, sólida e uma das lideranças neste segmento no mercado nacional. Leigo absoluto no assunto, tive o azar de ler muito pouco a respeito. Jamais imaginei que teria estas taxas: carregamento e administrativa. Assinamos as propostas e começamos a "comparecer" com aportes periódicos e mensais. E o desconto foi salgado, ou melhor, salgadíssimo: uma taxa de carregamento de 5% e uma taxa de administração de 3%. 

Com estas taxas, cheguei à conclusão que estava trabalhando para o banco somente.... e depois de um ano, fui pesquisando e buscando a aplicação da portabilidade e a proposta mais em conta foi da Icatu Seguros, com um carregamento máximo de 2,5% para as filhas (nos aportes de R$ 100,00 a R$ 249,99). E como fiz um PGBL também para mim, o carregamento ficou em 1% (para aportes de 250,00 a 499,99). E a esposa tem carregamento isento (para aportes acima de R$ 500,00).

A taxa administrativa ficou em 2% ao ano.

Não sou especialista em taxas e talvez a taxa administrativa da Icatu ainda seja alta. Principalmente depois de ler um chasque do parceiro e amigo Renato Follador, que tu podes conferir abaixo:

"Todos os bancos cobram muitas taxas na previdência privada: taxa de carregamento, taxa de administração financeira, taxa da saída e taxa de performance, entre outras.


Todas significam custos para gerenciar o teu futuro. O problema não está no elenco de taxas, mas no seu nível.

Daí vem a pergunta: mas qual é o nível correto? Obviamente, quanto menor a taxa, melhor para a tua poupança previdenciária e para a aposentadoria lá na frente. Para isso, é fundamental pesquisar entre os bancos.

Agora, vou dar uma dica riquíssima: a taxa que verdadeiramente vai impactar na tua aposentadoria é a taxa de administração financeira, repito, taxa de administração financeira, que não está no contrato que você ouvinte assina, mas no fundo financeiro onde será aplicada tua contribuição. Qualquer meio ponto percentual faz uma diferença enorme no longo prazo.

Vou dar um exemplo: se a essa taxa for de 3%, o que é normalmente praticado, depois de 20 anos de aplicação, o banco fica com metade, eu disse metade, da tua poupança previdenciária.

Por isso, abra o olho na hora de contratar. E se você já tem plano e dúvidas, me chame que eu faço essa simulação na frente do teu gerente de banco".

Bueno! Para visitares o especialista no assunto, o Renato Follador, abra as cancelas do seu sítio clicando em http://blogs.band.com.br/follador/page/2/. Lá sempre tem um chasque de educação financeira interessante, como este que eu trouxe para a gauchada.

Também te convido para entrares no outro sítio do Renato: Previdência Social - um dia você vai precisar dela - http://www.renatofollador.com.br/ . Lá tu podes até simular a tua aposentadoria e ver o quanto vai ser a facada que o fator previdenciário vai te dar se te aposentares antes do tempo....