quarta-feira, 16 de junho de 2010

Títulos de capitalização podem ser encarados como investimentos?

E a resposta é: não. Títulos de capitalização não podem ser encarados como investimentos, ao menos não como bons investimentos. Infelizmente, cada ano que passa, o número de pessoas que participam de títulos de capitalização cresce no Brasil, o que acaba não sendo uma notícia tão boa assim.

A notícia não é tão boa porque quem mais ganha com os títulos de capitalização são os bancos e demais instituições financeiras envolvidas com os mesmos, em outras palavras, os próprios "donos", e não aqueles que lá "investiram" (acho que um termo melhor seria "apostaram") o seu dinheiro.

Um título de capitalização requer que o cliente aplique uma determinada quantia em dinheiro (mensalmente ou em uma única aplicação) e mantenha o mesmo nele até o fim do período de contrato. Durante o período de contrato, a pessoa estará concorrendo a prêmios razoavelmente volumosos e ainda poderá resgatar o dinheiro aplicado ao final do contrato, corrigido pela variação da poupança. Parece muito bom, não é?

O que eles esquecem de lhe dizer quando vendem essa ideia é que os prêmios não saem em quantidade tão expressiva assim para você se achar o vencedor - será na sorte, meu amigo, e pode ter certeza que na "sorte para poucos".

Além disso, a rentabilização alcançada não é realmente igual à da caderneta de poupança - eles "esquecem" de dizer que incide imposto de renda sobre o rendimento, o que devorará uma parte razoável do dinheiro. Em outras palavras, você estará apostando em algo impossível de ganhar e contentando-se em receber de volta, após um razoável período, uma quantia em dinheiro menor do que se tivesse aplicado na caderneta de poupança!

Títulos de capitalização definitivamente não podem ser encarados como bons investimentos e os brasileiros precisam urgenemente aprender isso!
 
Fonte! Chasque publicado no sítio (blogo) Investindo e Ganhando, no dia 16 de junho de 2010 - http://investindo-e-ganhando.blogspot.com/