quarta-feira, 5 de junho de 2013

Os sete pecados do investidor

Foto: Porthus Junior / Agencia RBS.
O Investmania elencou os sete pecados capitais do investidor. São armadilhas que podem levar a decisões equivocadas e, por consequência, prejuízos nas finanças. 

LUXÚRIA: apego demasiado ao presente e aos prazeres da vida. “A visão de curto prazo reduz as opções de diversificação da carteira e, consequentemente, a rentabilidade que o investidor poderia obter se escolhesse produtos com prazos mais longos”, alerta Aline Rabelo, coordenadora do Investmania;

GULA: desejar que a rentabilidade cresça de forma exorbitante, independentemente do cenário econômico. “O investidor brasileiro deve compreender que todos os investimentos, sejam títulos do governo, ações ou fundos, são suscetíveis ao vai e vem do mercado e às influências do que acontece no cenário externo”;

AVAREZA: apego exagerado ao dinheiro. “O apego demasiado vem do conservadorismo e pode acarretar uma aversão ao risco, necessário para a conquista de uma rentabilidade mais competitiva na atualidade”, observa a executiva;

IRA: o sentimento de ira pode surgir de perdas passadas. Segundo Aline, este sentimento é muito comum em pessoas que já investiram em ações, por exemplo, não mensuraram adequadamente os riscos e acumularam prejuízos irreversíveis. “Quem nunca ouviu de um amigo ou alguém próximo algum depoimento negativo sobre o mercado de renda variável? Mas não se deixe influenciar, conhecendo profundamente os fundamentos das empresas nas quais se pretende investir, é possível mitigar riscos”;

SOBERBA: ”meu investimento é o melhor, e pronto!”. O investidor consciente e assertivo é aquele que está aberto às novas possibilidades que o mercado oferece. Por que não comprar títulos públicos ou ETFs? Relativamente novos no Brasil, estes produtos podem ser boas opções até para quem tem objetivos atrelados à aposentadoria;

VAIDADE: investir em determinado ativo para conquistar a admiração do outro. Para Aline, o investidor não deve seguir as escolhas alheias ou modismos. “Monte a sua carteira respeitando o seu perfil, seu apetite por riscos e objetivo”;

PREGUIÇA: negligência no momento de escolher o seu investimento. Quem quer investir bem, não pode ter preguiça de buscar informação. Basta procurar fontes e canais confiáveis e a internet pode ajudar.

Fonte! Chasque publicado no sítio Acerto de Contas, no dia 03 de junho de 2013, por Giane Guerra. Abra as porteiras: http://wp.clicrbs.com.br/acertodecontas/2013/06/03/sete-pecados-capitais-do-investidor/?topo=52,1,1,,171,e171