quarta-feira, 5 de junho de 2013

Fumante custa US$ 6 mil mais para empregador


Foto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS.

Um funcionário fumante custa, em média, US$ 6 mil a mais para a empresa por ano. O estudo foi feito nos Estados Unidos pela Universidade de Ohio e será divulgado hoje.

Os custos variam entre US$ 2.885 e mais de US$ 10.125. Os maiores são com intervalos para fumar, que representam deixar de ganhar, em média, US$ 3.077 por funcionário fumante ao ano. Em relação a despesas com saúde, somam US$ 2.056.

Algumas empresas norte-americanas já adotaram medidas, acrescenta o estudo. Uma delas é impor aos fumantes uma cota extra para o seguro de saúde. Mas algumas companhias estão se recusando a contratá-los ou afastam funcionários que não param de fumar após um determinado período.

Atualmente, os fumantes representam um quinto da população adulta nos Estados Unidos. Estima-se que o tabagismo provoque 443 mil mortes ao ano no país.

Fonte! Chasque publicado no sítio Acerto de Contas, por Giane Guerra, no dia 04 de junho de 2013. Abra as porteiras: http://wp.clicrbs.com.br/acertodecontas/2013/06/04/fumante-custa-us-6-mil-mais-para-empregador/?topo=52,1,1,,171,e171.

Observação!

Louvável o chasque trazido por Giane Guerra. É o custo que representa para uma empresa que emprega fumantes.

Agora, imaginem os custos que este vício representa para o próprio viciado e seus familiares? Cito apenas três e paro por aí:

1 - Sua saúde é prejudicada em cada tragada;
2 - Em cada tragada, são sugados alguns centavos dos seus ganhos;
3 - É um dinheiro que o viciado queima, que bem poderia ser canalizado e transformado em números em alguma aplicação financeira. Basta ver quanto custa uma carteira de cigarros e se o viciado queima uma carteira diária, serão trinta maços/mês ou ainda 365 maços/ano. Basta fazer as contas....

Baita abraço

Valdemar Engroff - o gaúcho taura